Escolha uma Página

HOMENAGEM A CLAUDIO SLON

É sempre difícil falar de um grande Baterista.

Mais ainda quando este grande Baterista já foi para o “andar de cima”. Um músico que muitos estudantes da nova geração não imaginam que existiu, e alguns de gerações anteriores também não conheceram.

Como quase sempre acontece, os melhores em geral não são a bola da vez, não estão nos quadrinhos e não saem na foto.

Por que será?

Talvez, penso que o motivo seja porque este tipo de pessoa tenha preocupação apenas em tocar, sobreviver, ter compromisso com a música, antes de qualquer coisa. Ou talvez, vieram com uma missão especial para cumprir nesta vida e não lhes sobra tempo para cultivar o ego. Enfim é para pensar!

Bom galera, estou falando de Claudio Daniel Slon, que neste artigo presto uma singela homenagem a este grande músico.

Tive a oportunidade e o privilégio de estar no mesmo palco que Claudio Slon, onde ele se apresentava com Danilo Caymmi. Isso aconteceu em Vancouver no Canadá no ano de 1993 durante o Du Maurier Jazz Festival.

O mais incrível, é que depois de muito tempo descobri que aquele batera com um sotaque brasileiro tocando música brasileira, já conhecido e respeitadíssimo pela sua história como Batera Brazuca tinha nascido na Argentina.

Pois é, Claudio Slon migrou para o Brasil aos treze anos de idade. Filho de músico violinista, rapidamente envolveu-se com a nossa música transformando-se numa referência.

Foi de forma tão intensa conquistando prêmios como o “Folha de Ouro do Jazz” idealizado na época pela Folha de São Paulo, que Claudio Slon acabou radicando-se nos E.U.A., atuando primeiro com o Trio de Walter Wanderley (1966) e depois com outro expoente da música brasileira o compositor e pianista Sérgio Mendes.

Bom sua estrada foi longa, seu currículo maravilhoso, sua contribuição para o músico brasileiro inquestionável, e aqui se eu fosse me estender sobre a história desse brilhante músico seria interminável.

Por isso sugiro que visitem o Site Oficial de Claudio Slon que apresenta sua biografia, obras, entrevistas e vários links interessantes.

E assistam também Claudio Slon em uma de suas atuações com Sérgio Mendes em “Upa Neguinho 1973”. Vale muito a pena.

Enfim, fico honrado e feliz de ter neste blog a oportunidade de prestar esta simples homenagem a Claudio Slon. Espero que curtam e prestigiem nosso blog.

Claudio Slon (12/11/1943 – 16/04/2002) aonde quer que ele esteja!     

 

Valeu pessoal! Madeira na Pele e até a próxima!

Lauro Lellis

Lauro Lellis

Baterista e Diretor do CMM - Centro Musical Morumbi

Assine nosso Blog e fique atualizado!

Pin It on Pinterest

Share This
Enviar
Precisa de ajuda?